segunda-feira, janeiro 24, 2011

Novas ideias: 20 potenciais facilitadores.

Quando principalmente o CEO fala que é a favor da inovação, quem será contra mais inovação? De fato, ao longo dos últimos anos à medida que o tema inovação ganha destaque, percebo que são poucos aqueles nas organizações que se perguntam prá valer de onde virão as ideias de grande impacto.

Sendo assim, resolvi colocar aqui um pouco do que aprendi nestes últimos 20 anos estudando, trabalhando ou prestando consultoria em aspectos ligados à inovação. Segue abaixo uma lista sem nenhuma ordem ou hierarquia

O que facilita?

  1. Contratar gente com formação diferente.
  2. Estimular conversas relaxadas (isto é diferente de reuniões com power point).
  3. Incentivar as pessoas a encontrarem outras pessoas de fora da empresa.
  4. Embutir à gestão do conhecimento no dia a dia, na cultura e nos processos da organização.
  5. Criar espaços de trabalho agradáveis. Oferecer bons cafés.
  6. Dar liberdade para as pessoas se aprofundarem em áreas de seu interesse.
  7. Contratar pessoas apaixonadas pelo que fazem.
  8. Contratar pessoas com histórico de boas ideias e inovação.
  9. Evitar a lógica massacrante dos analíticos. Analíticos ao extremo são bons para matar ideias nascentes e que ainda não podem virar um business case detalhado.
  10. Visitar outras empresas, outros países.
  11. Tirar férias.
  12. Ler coisas diferentes. Visitar exposições, feiras, museus e outros lugares que congregam gente com ideias e produtos distintos.
  13. Criar fóruns presenciais e virtuais frequentes para discussão de tendências emergentes
  14. Alocar os principais talentos da empresa para trabalhar com inovação
  15. Alta administração não apenas cobrando, mas participando e ajudando nos projetos menos óbvios, mas com grande potencial.
  16. Colocar pessoas de diferentes gerações, diferentes níveis hierárquicos, diferentes departamentos e/ou diferentes países trabalhando juntos em um desafio ou oportunidade
  17. Observar, observar e observar potenciais clientes ou consumidores. Ninguém gera insights ou inova só olhando para a tela do computador.
  18. Abrir espaço e processos amigáveis para clientes, fornecedores, parceiros, etc trazerem ideias. Recompensá-los por isso, de preferência criando situações ganha-ganha.
  19. Dar dinheiro de forma crescente para pesquisas, testes, protótipos, etc.
  20. Aceitar erros calculados. Não aceitar desleixo.
 O que dificulta?

Fazer o oposto da lista acima

Nenhum comentário: