segunda-feira, novembro 30, 2015

Sustentabilidade social e ambiental

Pela visão organizacional, muitos processos de negócio têm sido desenhados para grande consumo de recursos, pilhagem do meio ambiente, emprego de tóxicos, geração de lixo, degradação, desperdício e produção ineficiente. Resultado frequente de uma mentalidade produtiva atrasada e pedagogia do desperdício que podem tornar o negócio insustentável em longo prazo. Em vez de transformar seus processos e melhorar a capacitação das pessoas, muitas organizações preferem perpetuar seus métodos obsoletos por meio de tecnologia melhorada.

Pela visão da sociedade, pessoas com carência material eterna e um senso de competição do ter, consumo desnecessário e desperdício associados visceralmente ao modo de vida moderno. Pessoas ávidas por incorporar velhos hábitos de consumo sonhando em adotar os mesmos padrões e estilo de vida que coletivamente remetem o planeta ao colapso ambiental. Mas como será possível satisfazer as necessidades de novos consumidores ou de consumidores ingressando no mercado consumidor ou ascendendo à pirâmide social sem incorrer em falhas do passado?

O pensamento econômico contemporâneo é centrado na produção e circulação, não importando exatamente de onde vem as matérias-primas ou para onde vão os resíduos. Organizações, governo e consumidores buscam lucrar, arrecadar ou satisfazer suas necessidades isoladamente e o fazem bem. Coletivamente, contudo, caminham para o "ecocídio" com a devastação do meio ambiente que, em última instância, é a infraestrutura básica para todas as atividades.


Nenhum comentário: